Empresas ligadas ao transporte escolar são investigadas por fraude

Policia Federal

 

Recursos do PNATE/FNDE e FUNDEB eram desviados nos contratos de locação de veículos de transporte escolar


Com informações de R7

Doze mandados de busca e apreensão e oito de prisão foram realizados pela PF (Polícia Federal), na manhã desta terça-feira (8), em cinco municípios baianos.

De acordo com a PF, a operação visa combater os desvios de recursos Públicos e lavagem de dinheiro. As irregularidades envolviam empresas ligadas à locação de veículos, especialmente para a realização de transporte escolar, com recursos do PNATE/FNDE (Programa Nacional de Transporte Escolar) e do FUNDEB (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica).

Ainda segundo a polícia, a fraude investigada consistia em direcionar as licitações recorrentemente para determinadas empresas controladas por um grupo empresarial da região, registradas em nome de “laranjas”, que passavam a revezar-se nos contratos firmados com vários municípios, visando não chamar a atenção dos órgãos de fiscalização e controle.

Outro grupo de empresas de fachada era utilizado apenas para dar “cobertura” às firmas “vencedoras” nas licitações realizadas, visando dar ares de legalidade aos certames públicos.

Os investigados responderão pelos crimes de fraude à licitação, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A operação Prima Facie, aconteceu os municípios de Paripiranga, Ribeira do Pombal, Santa Brígida, Crisópolis e Jeremoabo.

.