Entregas via bicicleta além de mais baratas, ajudam a melhorar a saúde do planeta

bike-entrega-sp

Um bike boy ou bike girl precisa ter conhecimentos do código de trânsito, respeitar a sinalização, não trafegar na contramão e fazer uso de capacete e equipamentos de segurança.

A ideia de ser sustentável, mote presente nas últimas décadas em encontros das maiores potências do planeta, é encontrar formas de suprir as necessidades e demandas da geração atual sem comprometer as gerações futuras. Ou seja, não esgotar os recursos que vão abastecer aqueles que ainda vão nascer.

O uso de carros, caminhões e motos que utilizam combustíveis não são, portanto, sustentáveis. Já as bicicletas não precisam ser abastecidas e podem, muitas vezes, ser mais rápidas que todos juntos visto que não pegam trânsito.

Foi pensando justamente no meio ambiente e na rapidez da famosa “magrela” que surgiram as empresas de entrega via bicicleta.

“É bem mais vantajoso que um motoboy ou qualquer outro serviço de entregas. Sempre lembrando que nossos couriers (entregadores) não atrapalham o trânsito, não emitem barulho e muito menos CO² (gás carbônico), além de serem bem mais rápidos”, conta Paulo Renato Araujo, proprietário da Mobilidade Orgânica-Delivery Sustentável, que tem escritório em São Caetano.

Criada em 2013, a empresa que atua no Grande ABC com bikes elétricas trabalha, principalmente, com contratos mensais. Para entrega avulsa, o preço inicial é de R$ 20 para movimentação de documentos.

Já para outras encomendas, o valor varia de acordo com a quilometragem e o tipo de material a ser levado. “Conseguimos preços bem mais competitivos por nosso custo de operação ser bem menor. Não gastamos com gasolina, a manutenção é bem mais simples e mais barata, e também estamos livres de estacionamentos, multas, IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), documentação e outros impostos”, afirma Araujo.

O tempo de entrega varia, em média, de 10 a 30 minutos e as bicicletas elétricas da Mobilidade Orgânica podem carregar até 100 quilos.

Com sede em São Bernardo, o principal cliente da Descescada Bike Courier Entregas Sustentáveis é uma empresa do ramo médico de Ribeirão Preto. “Eles ligam ou fazem o pedido do serviço por e-mail. Sempre para retirada de edital em toda região do Grande ABC e Avenida Paulista. Além disso, atendo também advocacias em Santo André e escritórios contábeis em São Bernardo e São Caetano”, disse o proprietário, Dennis Alegria, que criou a empresa no ano passado unindo a vontade de andar de bicicleta com a ideia de fazer entregas sustentáveis.

O preço inicial na Descescada também é R$ 20, já o tempo varia dependendo do tipo de serviço. “Por exemplo, saindo do Centro de Santo André para entregar ou retirar uma encomenda na Avenida Goiás, em São Caetano, e voltar demora em torno de 40 minutos. Nosso limite para peso é embalagens até 10 quilos, acompanhada da nota fiscal do produto para o transporte”, afirma Alegria.

Para ser um bike boy ou bike girl, segundo Araujo, da Mobilidade Orgânica, é necessário ter alguns conhecimentos. “É preciso saber o código de trânsito, respeitar a sinalização, não pode trafegar na contramão. O uso de capacete e equipamentos de segurança são primordiais.”

Fonte: Diário do Grande ABC