Condutores escolares fazem blitz e panfletagem alertando os pais sobre vans clandestinas

Atetpg

Divididos em grupos, os proprietários de vans legalizadas entregaram panfletos aos motoristas que paravam nos cruzamentos próximos ao Shopping Palladium.

Com a volta às aulas, a Associação dos Transportadores Escolares e Turistas de Ponta Grossa (Atetpg) organizou uma blitz educativa na tarde de hoje (4) na região central.

O objetivo foi chamar a atenção de pais e responsáveis para contratar vans regulares, com o selo de inspeção da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT).

Somente em 2015, a AMTT emitiu 23 notificações e apreendeu 15 vans irregulares em Ponta Grossa. Parte das denúncias chega através da própria Atetpg.

“No ano passado, recebemos denúncias de vans que estavam rodando com papelão e plástico no lugar dos vidros”, afirma Márcia Shimanski.

Márcia também avisa sobre os riscos de acidentes com vans clandestinas, já que essas circulam sem as vistorias exigidas pela AMTT.

Ela também lamenta que muitos pais e responsáveis prefiram contratar as vans clandestinas por causa do preço mais baixo.

Em alguns casos, os valores saem pela metade do preço cobrado pelas vans regulares, o que provoca um ganho na quantidade e não na qualidade do serviço prestado.

A cidade de Ponta Grossa possui cerca de 165 vans que fazem o transporte escolar, sendo que apenas um número próximo de 100 são associadas à Atetpg.

Com informações de Diário dos Campos.