Prefeitura de SP faz represália contra líderes de manifestações contra Credenciamento TEG?

COOPERARTE
clique para ampliar

A Cooperativa de Transportes de São Paulo (COOPERARTE) e a empresa FORMITUR estão sendo prejudicadas quanto ao seguimento do processo do Credenciamento do Transporte Escolar Gratuito (TEG) de São Paulo.

Estranhamente, os nomes dos condutores escolares da COOPERARTE não aparecem nas escolas que foram escolhidas no cadastro da Prefeitura.

E dizemos ser estranho exatamente por causa de outro detalhe, se entrarmos no Portal da Prefeitura de São Paulo e baixarmos a listagem em arquivo XLS que foi disponibilizado pela mesma, os nomes são encontrados ali sem nenhum erro, conforme foto principal desta matéria.

Na listagem que consta no Portal da Prefeitura se vê a DRE, a escola, a empresa/cooperativa, o condutor, CPF, fone e email. Tudo correto. Mas nas escolas não aparece na lista que para lá foi enviada pela própria Prefeitura.

E o detalhe principal, as escolas não estão atendendo os condutores cujo nome não conste na listagem que ela recebeu da Prefeitura.

Enquanto outros condutores que já constam na listagem das escolas estão pegando a ficha de autorização de transporte para assinatura dos pais ou responsáveis, e assim garantir sua demanda e lotação de seu veículo,  o diretor administrativo da COOPERARTE, Hélio Menezes, está no DTP desde o início da manhã de hoje (12) tentando resolver o problema.

Nas escolas, a informação é que não irão atender nem fornecer a ficha de autorização a nenhum condutor que não constar na lista que foi enviada pela SME/SMT. Já no DT,P a informação que foi dada por telefone ontem à tarde é de que para estes casos deve ser aberto um TID para tratamento via processo administrativo.

E, enquanto isso, esses condutores escolares não tem como garantir a sua demanda ou a lotação de seus veículos. E um TID poderá demorá uma eterTIDade para resolver. O prejuízo é enorme.

Coincidência ou não, a COOPERARTE foi fundada por Hélio Menezes, Presidente da ARTESUL, que atualmente é seu diretor administrativo, sendo ele Hélio Menezes, a ARTESUL e o Portal Escolarweb, uma das lideranças que encabeçam as manifestações contra o Credenciamento.

Coincidência ou não, novamente, a empresa FORMITUR TRANSPORTES LTDA, cujo proprietário é Jorge Formiga, diretor social da ARTESUL e da UGTESP, e também um das lideranças das manifestações, foi preterido pelas escolas quando este procurou a lista de alunos para buscar a assinatura dos pais ou responsáveis.

A informação passada pelas escolas a Jorge Formiga foi de que a DRE solicitou que não fossem disponibilizados os alunos à sua empresa, em função de muitas reclamações dos pais sobre o transporte escolar realizado por seus condutores.

Cabe ressaltar que a empresa FORMITUR realizou o transporte escolar em seus 3 veículos até o último mês do ano de 2015, e que sua documentação foi inteiramente aprovada no processo de análise do atual Credenciamento, constando da listagem de habilitados publicada pela Prefeitura, que até o momento não apresentou as referidas reclamações que sustentam a não disponibilização de demanda.

Até a data atual, tanto a COOPERARTE quanto a FORMITUR ainda estão com seus antigos contratos emergenciais válidos e mantidos normalmente, sem que nenhuma reclamação formal tenha sido apresentada contra seus atuais cooperados ou condutores.

Por Antonio Félix