Haddad fez reunião fechada hoje com SME, SMT e DTP: decisão do TEG sai amanhã

Agenda
clique para ampliar

Conforme pode ser visualizado na agenda pública divulgada pelo Portal da Prefeitura de São Paulo, o Prefeito teve hoje (18) uma reunião às 9:00h com seu secretariado diretamente envolvido na questão do Credenciamento do Transporte Escolar Gratuito (TEG).

Presentes na reunião estão o Secretário de Educação e o Secretário de Transportes, além do chefe de gabinete da Educação e o Diretor do DTP.

Também presente na reunião o representante da PRODAM, responsável pela área de tecnologia da Prefeitura, cuja convocação se deu talvez por motivo das várias inconsistências nas listas de habilitados no Credenciamento que foram enviadas inúmeras vezes com erro para as DRE´s e escolas, inclusive a última que foi enviada em 11/fev, onde os nomes de todos os habilitados no processo constam no portal da Prefeitura e Diário Oficial mas em torno de 30% dos nomes não constam na lista que encontra-se nas escolas.

Esta não inclusão dos nomes de todos 100% nas listas que foram para as escolas novamente inviabilizou o processo do Credenciamento, pois estes condutores e empresas não tinham como participar da seleção dos condutores escolares das crianças feitas pelos pais desde que a lista foi divulgada na quinta-feira (11).

Alguns destes condutores e empresas prejudicados (em torno de 30% da lista geral) tiveram que correr ao DTP na sexta-feira (12) e nos primeiros dias desta semana, sendo que alguns após abertura de um TID naquele órgão tiveram seu nome incluso e regularizado somente na terça-feira (16), sendo que alguns ainda podem nem ter sido regularizados até a presente data.

Vale relembrar que, mesmo o Credenciamento tendo sido relançado em 20/nov, a primeira lista de condutores somente foi publicada no DO em 12 de janeiro, e totalmente errada, incluindo vários CRM´s já suspensos e que faziam parte da base de dados do DTP. Em função disso uma nova lista teve que ser publicada no DO do dia seguinte (13).

Uma segunda lista complementar foi publicada em 15 de janeiro, porém as escolas informavam aos condutores destas listas que foram orientadas a somente dar atendimento e repasse da demanda de crianças e fichas de autorização de transporte escolar aos condutores e empresas habilitados na primeira listagem.

Uma das reclamações dos condutores escolares presentes na reunião da SME em 22 de janeiro foi a disponibilização da lista completa de todos os condutores em uma única listagem e constando não apenas o nome do condutor/empresa/cooperativa e CPF/CNPJ, mas principalmente o nome do condutor escolar do veículo, o qual é de maior conhecimento dos pais ou responsáveis do que o nome da empresa ou cooperativa.

A lista geral unificada de todos os condutores e empresas habilitados somente saiu no dia 04 de fevereiro. E a lista saiu como foi pedido pelos condutores escolares constando todos esses dados, mas em torno de 30% deles não apareceram o nome na lista que estava nas escolas, conforme já explicamos acima.

Como forma de buscar dar uma nova oportunidade igual a todos, SME e SMT inventaram uma mudança na ficha de autorização do transporte escolar que os pais assinam escolhendo o condutor, invalidando as fichas já assinadas pelos condutores da primeira listagem de 12 de janeiro, e nisso passou-se o Carnaval e somente no dia 11 de fevereiro essa tal nova ficha foi apresentada.

Veio então uma ficha mais bonitinha, com a logomarca das Secretarias e o desenho de um ônibus próximo do local de assinatura. E no mais praticamente igual a anterior. Foi então que os condutores foram chamados às escolas para receber a tal nova ficha e correr atrás dos pais novamente para pegar a bendita assinatura, pela segunda vez.

E acreditem, somente nesta data em 11 de fevereiro com aulas já iniciadas é que todos perceberam que ao procurar o nome dos condutores escolares nas listas das escolas, em torno de 30% deles não apareciam.

Nenhum gestor ou ser vivente (e pensante) buscou validar a lista que foi publicada no DO em 04 de fevereiro com a lista que estava sendo enviada às escolas. Tabulou-se tudo do jeito que deu, e deu no que deu. Novo erro em função da pressa e de não organizarem correto ou terem gestão sobre o que fazem.

E antes que a gente se perca no contexto, ainda estamos falando aqui da metrópole São Paulo e não de uma cidade chamada São José das Farinhas no sertão nordestino ou Nossa Senhora das Águas Calmas na Amazônia, com todo respeito a estes municípios, mas contando e visualizando em detalhes os fatos é difícil até de acreditar que isso ocorra na “gestão modelo” da cidade de São Paulo. Ou não. SQN para os adeptos de mídias sociais.

O fato é que são muitos erros desde o relançamento do Credenciamento em 20/nov e as Secretarias e órgãos envolvidos cometem erros grotescos a todo novo passo no processo,  na tentativa de acelerar o processo já atrasado somente causam ainda mais danos.

Desta reunião de hoje é provável que tenha saído a decisão, ou pelo menos uma orientação dos procedimentos a serem tomados até as 10:00h de amanhã (19), no horário da reunião que o DTP deixou agendada com a comissão dos condutores escolares presentes na manifestação em frente ao órgão na manhã de segunda-feira (15).

Durante a manifestação de segunda (15), os representantes do DTP ouviram as reivindicações dos condutores escolares e ficaram de conversar com as Secretarias responsáveis e o Prefeito durante a semana, para então dar uma decisão na sexta-feira (19) às 10:00h da manhã.

Desta comissão dos condutores escolares que conversou com o DTP na segunda-feira está também o vereador Abou Anni, o único vereador da cidade que realmente tem tomado a causa dos condutores escolares como bandeira de luta e tem dado o suor junto com estes em todas as manifestações e reuniões sobre a categoria.

Ainda há um impasse entre os condutores escolares que são a favor e os que são contra a necessidade ou não da realização de nova manifestação amanhã em frente ao DTP do início da manhã até o horário da reunião às 10:00h, quando a mesma comissão que lá esteve na segunda-feira deve receber a decisão do DTP sobre o Credenciamento.

Considerando-se que estamos falando do ganha-pão de muitos pais e mães de famílias, é bem provável que haverão sim muitos manifestantes na porta do DTP amanhã.

Vale lembrar também que algumas ONG´s relacionadas ao movimento de mães de crianças com mobilidade reduzida ou Portadora de Necessidade Especial (PNE) estão se mobilizando para também fazer manifestação no DTP amanhã neste mesmo horário da decisão.

Não será surpresa se a manifestação amanhã for maior que a de segunda-feira (15).

Que bons ventos ecoem pela cidade de lá ao meio-dia e que uma decisão que seja melhor para todos seja tomada, e nesse “todos” estão inclusos não só os condutores escolares, mas também suas famílias, as crianças que dependem do TEG e seus familiares, e até mesmo os políticos envolvidos.

Por Antonio Félix