Acidente envolvendo ônibus escolar mata uma criança e deixa outras feridas na manhã de hoje(2)

A importância do uso correto do cinto de segurança, da sinalização correta nas vias por parte de quem está parado com problemas mecânicos, da atenção de quem está dirigindo em situação que implica fatores de risco como neblina, e o aprendizado que situações trágicas podem nos dar para evitar novos acidentes tristes como esse.

Um grave acidente envolvendo um ônibus escolar da Prefeitura Municipal de Cantagalo, no Rio de Janeiro, e um caminhão carregado com água mineral matou uma criança e deixou pelo menos outras três feridas na RJ-160, próximo ao Bairro Novo Horizonte (BNH). O acidente ocorreu na manhã desta segunda-feira (02).

A vítima fatal é Davi Dimas de Paula, de apenas 10 anos de idade. Ele chegou a ser socorrido pelo Hospital de Cantagalo, mas acabou não resistindo aos ferimentos e veio a óbito.

Um vídeo compartilhado mostra transeuntes dizendo que o garoto foi arremessado. As demais crianças receberam atendimento médico, apenas uma está em observação.

Segundo populares, o caminhão estava estacionado no acostamento da estrada com problemas mecânicos, quando o motorista do ônibus escolar não viu o veículo no acostamento e colidiu fortemente na traseira.

O onibus escolar fazia o transporte dos estudantes para as escolas municipais Lameira de Andrade, Alberto Augusto Thomaz e Maria Belliene.

Segundo o motorista do ônibus escolar, a neblina da manhã fria, aliada ao sol, ofuscou sua visão. Ele também disse que o caminhão estava parado a beira da pista, talvez com um problema mecânico, e sem devida sinalização. O motorista passa bem.

Nossos sentimentos à família da vítima fatal dessa tragédia, e nosso pedido aos demais motoristas do transporte escolar em redobrar sua atenção quando há fatores de riscos nas vias, como no caso da neblina que implica menor visibilidade.

O mesmo vale para os motoristas dos demais veículos, que sempre devem ter a atenção de sinalizar a via com o triângulo alertando os demais motoristas, ou até mesmo com auxílio de galhos de árvores.

E a todos os motoristas, sejam eles do transporte escolar ou não, o ato de cobrar dos passageiros o uso do cinto de segurança é uma garantia de que, em caso de acidentes, vidas podem ser preservadas.

Por Antonio Félix
Com informações de www.radioitaperunafm.com