O dia 1 de julho é dia do transportador de escolares porque…

Como todo e qualquer assunto tratado no nosso portal, buscamos informações do porquê do dia primeiro de julho ser comemorado o dia do transportador de escolares.

E encontramos… Nada! Como toda e qualquer data comemorativa no Brasil é de certa forma relacionada a algum acontecimento do passado, imaginávamos que morreu alguém importante nesta data, ou que teve alguma grande manifestação nesse dia que terminou em quebra-quebra ou em acordo assinado estabelecendo melhorias e tal…

Nada! Salvo o fato de ser o início das férias escolares e o transportador de escolares estiver comemorando o mesmo que os alunos que transporta, nem imaginamos outro fato.

Eba! Férias! Uhuuu! Parabéns pra “nóis”!

É duro dizer isso? Demais! É muito duro, é lastimável!

O transportador de escolares transporta valores mais importantes até que o carro-forte que transporta dinheiro, mas não é muito reconhecido pelo grande trabalho que faz.

Imaginemos que todos os dias houvessem nas ruas para cada criança levada pelo transporte escolar um veículo particular circulando, o transito seria um caos.

Imaginemos que todos os dias houvesse no meio ambiente o aumento da poluição causada pela emissão de poluentes de 20 a 50 veículos particulares, que são substituídos por um único veículo escolar.

Imaginemos que cada criança transportada não teria a companhia e as brincadeiras das outras crianças transportadas no mesmo veículo escolar a caminho da escola.

Então, porquê não tem o transportador escolar o reconhecimento e a gratidão pelo trabalho que desenvolve para a sociedade?

Podemos resumir a resposta em dois itens: individualismo e ausência de políticas públicas.

O transportador escolar é via de regra autocentrista e individualista em suas atitudes, muitos não enxergam um palmo além do que tem dentro de sua van.

Em função disso ocorre a ausência de políticas públicas. Quase não há mobilização conjunta dos transportadores de escolares buscando melhorias gerais para o desempenho de sua atividade, portanto… quase não há política de reconhecimento do seu trabalho.

Gostaríamos muito que num primeiro de julho qualquer, assim de qualquer ano, mas pode ser logo “pelo amor de Deus”, os órgãos públicos chegassem e afirmassem:

“Em comemoração ao seu dia, e em reconhecimento ao seu trabalho, estamos promulgando na data de hoje, primeiro de julho de dois mil e “trocentos”, a lei número tal, que estabelece…”

E aí a lista pra preencher estes três pontinhos é enorme, meus amigos: isenção de impostos para compra de veículos, liberação de corredor de ônibus, estacionamento nas escolas, fiscalização dos clandestinos, participação nas reuniões das escolas etc etc

Mas, porém, contudo, todavia… respeitar e valorizar quem? Por quê? Em prol de quê?

O transporte escolar é tão importante que o poder público deveria fazer campanhas estimulando o seu uso no início do ano escolar, ou campanhas de valorização da atividade e denúncia do transporte clandestino, orientando os pais a não usá-los, demonstrando o que tem e como identificar um transporte escolar legalizado.

E na data de hoje, que se comemora hoje mesmo, porquê alguém disse que era hoje e não sabemos o porquê; devia, pelo menos hoje, só hoje, só uma “veizinha”, principalmente no intervalo do Jornal Nacional (se acha!), veicular na TV uma nota pública parabenizando o transportador escolar.

Peguem todos suas vans e vão pra alguma praça pública ou avenida principal da cidade mostrar pra todo mundo que hoje é seu dia, ou não aparecerão em lugar algum na TV.

Então, amigos escolares, como isso “não tem”… Parabéns pelo que fazes, pela atividade honrosa e importante que exerceis diariamente.

Parabéns pelos 20 a 50 carros que tu tiras diariamente do trânsito com teu único veículo escolar, e que deixam de causar engarrafamentos e aumento da poluição.

Parabéns pelo tempo que dás aos pais e familiares, evitando que estejam estressados no trânsito e que se atrasem para chegar ao trabalho (ainda mais no transito de São Paulo que é radar pra todo lado).

E pensando nos haddares, parabéns pelo valor das multas que tu evitas aos pais dessas crianças, que fatalmente estariam sem dinheiro no final do mês se tivessem que pagar multa todo dia para tentar sair de casa e deixá-las nas escolas e depois ir ao trabalho.

Parabéns pela tua capacidade de sair dos engarrafamentos e buscar ruas alternativas, de escapar dos buracos e vielas mal construídas, conseguindo chegar a tempo nas escolas ou na residência das crianças, sem que os pais reclamem do horário e do tempo que demorou para chegar.

Parabéns pelo teu esforço em estacionar na frente das escolas e embarcar/desembarcar as crianças, em um local que mais parece o estacionamento de um dia de feira pública na rua, faltando só as barracas e os camelôs.

Parabéns pelo teu esforço em pagar a prestação de dois carros e receber apenas um, que é o que você usa para um serviço de natureza pública, mas que não te dá nenhum incentivo fiscal ou redução de impostos.

Parabéns pela tua paciência em estar nas filas dos departamentos de trânsito fazendo vistorias duas ou mais vezes por ano, perdendo um dia do teu serviço, e aguentando a “lerdeza” dos funcionários públicos que te atendem.

E hoje, assim como em qualquer outro dia até agora, teu presente será apenas o sorriso das crianças que transportas, e a satisfação que sentes a cada abraço que recebes ou escutar vários “tiooo/tiaaa” que tanto sentes falta nas férias escolares…

Por Antonio Félix