Controle remoto do portão eletronico residencial pode bloquear o travamento das portas do veículo

A denúncia vem sendo feita através de um vídeo que circula pelas redes sociais, e alerta os usuários sobre uma nova modalidade de roubo de carros.

O autor do vídeo é um deputado federal que explica que bandidos têm usado controles de portões eletrônicos para impedir que o proprietário do carro tranque o veículo utilizando a trava automática.

O vídeo foi postado na página do Facebook do deputado federal cabo Sabino (PR-CE), no mês de junho, quando o parlamentar recebeu a denúncia por meio de um eleitor via WhatsApp e decidiu fazer um teste no próprio carro.

Segundo o professor do Departamento de Informática da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) Alberto Ferreira, a chance de isso acontecer é baixa. “Possível é, mas não com um controle comum. Para fazer isso, teria que ser com um controle alterado”, explica ele.

O professor esclarece que o controle veicular envia um sinal de radiofrequência com um código para o carro que tem um receptor de radiofrequência, que reconhece o código e tranca o carro. Para interferir nessa operação, é preciso mascarar o sinal com um mais forte.

“Se você emitir um sinal na mesma frequência do receptor do carro e mais forte do que o do controle do carro, transmitindo o ruído, o carro pode não reconhecer o código e não trancar”, esclarece Ferreira.

Além disso, outro fator é o alcance do sinal. “O ladrão teria que está próximo o suficiente para que o receptor de radiofrequência do carro não detecte o sinal do controle do carro. Na radiofrequência, quem está mais perto tem o sinal mais forte”, explica o professor.

Confira no link abaixo um vídeo produzido pelo canal YPF com o piloto César Urnhani do Programa AutoEsporte da Rede Globo fazendo uma demonstração dessa interferência no travamento das portas.

https://youtu.be/xg4KxMXHA20

Na dúvida, o ideal é sempre conferir se realmente a porta ficou travada após o acionamento do alarme do seu veículo.

Por Antonio Félix
Com informações do Tribuna Online