Motoristas de transporte escolar de Pernambuco fazem novo protesto

Na quinta-feira(4), motoristas que realizam o transporte escolar em Pernambuco organizam um novo protesto, desta vez em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

A partir das 7h40 de amanhã (4), os trabalhadores se concentrarão em frente à Secretaria de Trânsito e Transporte de Olinda (antiga Seplama, na Praça do Amparo.

A manifestação denuncia a falta de fiscalização do transporte escolar clandestino e abuso praticado por agente de trânsito de Olinda.

No dia 14 de julho, os motoristas se concentraram em frente ao Marco Zero, no Bairro do Recife e depois seguiram em carreata até o bairro do Derby. A Polícia Militar acompanhou o protesto.

O ato foi realizado contra a nova proposta de padronização do veículo escolar que está sendo discutida entre o governo federal e a Agência Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT).

A medida prevê que o transporte seja realizado exclusivamente em microônibus amarelos. O Sindicato dos Transportes Escolares de Pernambuco (Sintespe) alega que a mudança traz problemas de mobilidade será caro e terá o custo repassado para os usuários.

“Hoje as vans custam cerca X e o novo veículo custaria cerca de Y. Não temos condições de comprar. Além disso, esses veículos maiores vão comprometer a mobilidade. Temos doblôs que têm dificuldade em entrar em vielas, por exemplm no bairro de Casa Amarela. O custo operacional também será repassado para nossos clientes que são de todas as classes. Quem vai poder pagar? Não somos contra a segurança, ma temos que ver os cursos. Enquanto isso, não se fiscaliza o transporte clandestino, não se sabe os antecedentes criminais dessas pessoas”, apontou na ocasião o presidente do Sintespe, José Bezerra dos Santos.

Durante a manifestação, a categoria também cobrou fiscalização no embarque e desembarque nas escolas e aos veículos que fazem o transporte escolar de forma clandestina.

Atualmente os veículos cadastrados na Prefeitura do Recife possuem faixa, cronotacógrafo e são vistoriados semestralmente e precisam ser cadastrados na prefeitura.

Em janeiro deste ano, motoristas ligados ao Sintespe realizaram um protesto pacífico no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. “O objetivo da ação é conscientizar sobre a importância do transporte regularizado e chamar a atenção dos órgãos de trânsito sobre os problemas da categoria. Também estamos distribuindo panfletos aos pais para que eles conheçam mais sobre nossa atuação”, explicpu na ocasião o presidente do Sintespe, José Bezerra dos Santos.

As principais reivindicações eram mais vagas de estacionamento próximas as escolas, maior fiscalização do transporte clandestino e liberação do acesso ao corredor exclusivo de ônibus. Cerca de 70 vans, com faixas e paradas no lado esquerdo da Avenida Boa Viagem, participaram da manifestação.

Com informações do Diário de Pernambuco