Exame toxicológico para CNH de motoristas C, D e E: quanto custa e onde é autorizado fazer

O exame toxicológico voltou a ser obrigatório no estado de São Paulo desde o mês passado, e o seu custo e onde realizá-lo ainda gera dúvidas.

Apesar de exigido desde março de 2016 em outros estados, a lista de laboratórios credenciados pelo DENATRAN ainda é pequena.

Em todo o país, apenas 6 laboratórios constam na lista de credenciados pelo órgão, sendo dois deles na capital paulista, dois na cidade de Santana de Parnaíba e um em Lins, também no estado de São Paulo, e o último no estado do Rio de Janeiro.

No entanto, cada um destes laboratórios amplia sua rede de atuação através do credenciamento de postos de coleta em outras cidades.

É claro que nem todas as cidades estão ainda atendidas e, não bastasse o exame ser tão caro, muitos motoristas ainda terão que se deslocar até a cidade mais próxima onde está localizado um dos postos de coleta dos laboratórios credenciados.

Há alguns dias tivemos informação de que o exame custava em torno de R$ 300,00. Pode ser menos, pode ser até mais, depende de onde é feita a realização.

O laboratório PSYCHEMEDICS, por exemplo, menciona em seu site que o valor do exame é dividido em duas partes:

* Análise – pago diretamente para o laboratório credenciado
* Coleta – pago diretamente para a Unidade de Coleta / Laboratórios Clínicos

No caso do Psychemedics, o valor da análise é de R$ 258,00; sendo que o valor de coleta dependerá da Unidade de Coleta/Laboratório escolhido pelo usuário.

Já o laboratório Citilab menciona o valor de R$ 295,00 como o total final para coleta, logística de envio, análise e emissão de laudo online; ainda sendo possível o parcelamento em 3x, até mesmo em boleto bancário.

O laboratório Sodré cobra o valor de R$ 250,00 pela análise, cujo pagamento deve ser feito via depósito bancário de uma única vez, depois o motorista comparecendo a um dos seus postos de coleta autorizados, apresentando o comprovante de pagamento da análise e efetuando o pagamento da coleta pelo custo cobrado diretamente pelo posto de coleta escolhido.

Para os demais laboratórios não encontramos a informação dos valores cobrados pela análise, sendo que o Chromatox até permite a compra do kit de exame e envio pelos correios com frente calculado de acordo com o CEP do usuário, mas não menciona o valor.

Um risco que o motorista corre é a artimanha por parte de algum posto de coleta autorizado, ao agregar o valor do laboratório que realiza a análise e cobrar tudo em um pacote só, sabe-se lá por valor superfaturado ou não.

O ideal é contactar o laboratório credenciado diretamente ao Denatran, e consultar o valor da análise; para então no caso de fazer o pagamento agregado ao custo da coleta pelo posto de coleta de sua cidade ou da cidade mais próxima, já sabendo quanto o laboratório credenciado realmente cobrará pela análise do material.

Se você se sentir lesado pelo valor cobrado pelo posto de coleta credenciado, denuncie-o ao laboratório responsável pelo credenciamento.

Clique sobre o nome de um dos laboratórios credenciados e acesse diretamente a lista de pontos de coleta de material fornecida pelos mesmos, e assim encontrando aquele que lhe for mais conveniente.

CITILAB.
CHROMATOX.
CONTRAPROVA.
MAXILABOR.
PSYCHEMEDICS.
SODRÉ.

Por Antonio Félix