SUSEP decretou hoje (4) o fechamento da Nobre Seguradora. E agora? Estou sem seguro? O que faço?

nobre_falencia

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (4). A portaria assinada por Joaquim Mendanha de Ataídes, superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), determina a liquidação extrajudicial da Nobre Seguradora.

A companhia enfrenta regime de direção fiscal diante da situação de desequilíbrio financeiro da empresa desde abril, segundo informou, em nota, a Susep.

“A medida se constitui num instrumento legal da Superintendência, fazendo parte do seu rol de ações preventivas, que visam a melhoria da situação das empresas e não está necessariamente vinculado a problemas graves”, informou a autarquia à época da intervenção.

A seguradora estava operando normalmente, efetuando o lançamento de produtos e honrando todos os compromissos assumidos. A notícia da liquidação extrajudicial, como aconteceu recentemente com a Confiança Cia. de Seguros, pegou o mercado e os diretores da empresa de surpresa.

Há informações de que a empresa vinha apresentando prejuízos recorrentes em suas operações, e não adotou nenhuma solução factível para o saneamento definitivo dos problemas, ainda que estivesse cumprindo com os pagamentos de sinistros ocorridos.

Em função disso, há muitas dúvidas quanto ao que fazer a partir de agora, vez que muitos transportadores estão com boletos de seguros de veículos a pagar, ou que terminaram de pagar recentemente.

A primeira orientação é que que nenhum boleto da Nobre Seguradora deve ser pago, o transportador escolar deve procurar o(a) corretor(a) de seguros onde fechou negócio e seguir suas orientações acerca da migração para outra seguradora.

Caso você tenha feito a opção de débito automático, deve procurar sua agência bancária e solicitar o cancelamento das transações futuras, evitando o lançamento das parcelas da Nobre Seguradora em sua conta-corrente. Em alguns bancos, isso é possível ser feito de forma rápida e prática através do home banking na internet.

A única saída viável é o(a) corretor(a) de seguros negociar com outra seguradora o valor já pago pelo transportador a título de entrada ou de parcelas, e a partir daí gerar novos boletos com novas parcelas do novo seguro.

Esta transação de migração não é novidade no mercado, pois já foi feita anteriormente quando da liquidação extrajudicial da Confiança Cia. de Seguros.

A notícia ainda é muito quente, e os corretores de seguros estão correndo atrás de outras seguradoras para fazer essa negociação de migração e garantir a cobertura dos seguros já contratados.

É preciso também não sair contratando um novo seguro ou uma migração à toa com uma nova seguradora que não seja intermediada pelo (a) corretor(a) de seguros do seu contrato anterior, pois já são muitas outras seguradoras atrás do espólio de clientes da Nobre.

Há um vídeo bem esclarecedor no youtube, publicado pelo diretor da Motor Home Seguros, disponível AQUI.

Veja a íntegra da Portaria sobre a liquidação da empresa

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PORTARIA No 6664, de 3 de outubro de 2016

O SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS – SUSEP, com base na alínea “a”, do artigo 96 do Decreto-Lei no 73, de 21 de novembro de 1966, e no artigo 69 da Resolução CNSP nº 31, de 15 de julho de 2015, e considerando o que consta do Processo SUSEP nº 15414.100254/2016-16,

RESOLVE:

Art. 1º Decretar a Liquidação Extrajudicial da NOBRE SEGURADORA DO BRASIL S.A., CNPJ nº 85.031.334/0001-85, fixando o termo legal da liquidação em 03 de outubro de 2016.

Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação.

JOAQUIM MENDANHA ATAÍDES
Superintendente

Por Antonio Félix
Com informações da SUSEP, SEGS, Alicerce Seguros e Motor Home Seguros.