Van escolar colide com ônibus e muro, deixa condutora em estado grave e estudantes feridos

van_caxiasdosul
Clique para ampliar

Uma van escolar modelo Kia/Besta, placas IKV-5471, que transportava alunos com destino ao Colégio Emílio Meyer colidiu com um ônibus de fretamento da empresa Mendes Tur.

Com o impacto da batida a van foi lançada e chocou-se frontalmente com o muro da Maesa. O acidente ocorreu por volta das 7h da manhã de hoje (5) no cruzamento das ruas Plácido de Castro com Treze de Maio, no bairro Exposição, em Caxias do Sul.

A condutora de 25 anos e mais algumas crianças e adolescentes com idades entre 4 e 11 anos saíram feridos.

A condutora foi encaminhada pelo Samu ao Hospital Pompéia em estado grave. Cerca de 10 estudantes sofreram ferimentos mais leves, uma das crianças chegou a ficar presa nas ferragens mas foi resgatada. O motorista do ônibus envolvido no choque saiu ileso.

A ocorrência está sendo atendida pela Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Fiscalização de Trânsito, além de sete ambulâncias entre veículos do Samu e de empresas privadas de saúde. A perícia também foi chamada para apurar as causas do acidente.

Há informações da existência de um semáforo no local e de quê um dos dois condutores pode ter invadido o sinal, mas isso somente a perícia pode verificar com certeza.

Não há informações de que a van seja legalizada, deduz-se que não seja devido não possuir os itens básicos exigíveis aos veículos escolares, notadamente a faixa com a inscrição ESCOLAR.

Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar

Segundo informações do portal Pioneiro, pelo menos oito pessoas foram encaminhadas a outras emergências. Duas crianças deram entrada no Hospital do Círculo com ferimentos leves. No Pompéia deram entrada quatro adultos: três mulheres, de 49, 29 e 38 anos, e um rapaz de 18 — este último passa por exames. O Hospital Geral (HG) atende uma das crianças, que está em estado estável. Já o Pronto-Atendimento 24 Horas (Postão) recebeu uma pessoa, mas não informou idade, sexo nem estado de saúde.

O portal não informa se essas pessoas estavam na calçada e foram envolvidas no acidente, e menciona que o motorista do ônibus foi submetido ao teste do bafômetro, que deu negativo.

Segundo o portal Expresso MT, o secretário de Trânsito e Transporte de Caxias do Sul informou que a van não tinha sido vistoriada dentro do prazo, que havia terminado na última sexta-feira (30). A empresa responsável pelo veículo, por sua vez, alegou que a van estava no conserto, e que havia pedido que o prazo fosse estendido até o dia 30 de outubro.

Com informações de Leouve,  Pioneiro e Expresso MT