Enquanto pro TEG falta dinheiro, SPTrans disponibiliza 129 vans do Atende para 17 eventos neste fim de semana

A SPTrans disponibilizará 129 vans do Serviço Atende para realizar o transporte a 17 eventos neste final de semana, dias 8 e 9 de abril.

O Atende é uma modalidade de transporte porta a porta, gratuito, destinado às pessoas com deficiência física com alto grau de severidade e dependência, impossibilitadas de utilizar outros meios de transporte público.

Com auxílio do Atende, os usuários fazem seus deslocamentos para atividades relacionadas a questões de saúde e, também, atividades culturais e de lazer e integração.

Confira abaixo a programação do Atende:

Sábado – 08/04 – 90 vans:

– Atitude Paradesportiva: 03 vans;
– Associação Desportiva de Deficientes – ADD: 09 vans;
– Clube dos Paraplégicos de São Paulo – CPSP: 09 vans;
– Ahimsa: 24 vans;
– Lar Shekiná: 01 van;
– Associação Cultural de Capoeira Arte e Cultura: 05 vans;
– Associação Solidariedança de Arte e Cultura – Solidariedança: 08 vans;
– Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência – CMPD: 09 vans;
– Associação da Casa dos Deficientes de Ermelino Matarazzo – ACDEM: 03 vans;
– Projeto Vidas: 05 vans;
– GVTV: 03 vans;
– Instituto Abraça: 11 vans.

Continua após a publicidade


Domingo – 09/04 – 39 vans:
– Fraternidade Cristã de Deficientes – FCD: 16 vans;
– ICEL: 04 vans;
– Irmandade da Pessoa com Deficiencia: 01 van;
– Associação Raio de Luz: 07 vans;
– Igreja Batista Esperança – Grupo Shekiná: 11 vans.

Não questionamos a necessidade que deficientes físicos possuem de recreação e inclusão social, porém no transporte escolar gratuito a PMSP cortou quase todas as crianças que eram atendidas no reforço escolar para redução de despesas com transporte.

Vale lembrar também que no transporte realizado pelo ATENDE a prefeitura já oficializou até o uso de táxi preto quando as vans cadastradas não forem suficientes.

Enquanto isso, alunos da rede pública que possuem necessidades especiais como Síndrome de Down e outras deficiências cognitivas que requerem atendimento adicional em turno especial em salas de apoio pedagógico (SAAI) não estão sendo atendidos, pois foi cortado o transporte escolar para as mesmas e mantido apenas o atendimento no turno regular normal.

A questão crucial é: o que causa maior impacto na mídia, o atendimento excepcional de deficientes físicos pelo Atende para eventos em um final de semana (a novidade) ou o atendimento diário e contínuo de crianças especiais nas salas do SAAI (o corriqueiro)?

Onde o dinheiro é ‘supostamente’ insuficiente para manter todos os projetos sociais, há uma escolha a se fazer, e pelo visto a gestão tem escolhido somente o lado que lhe dá maior notoriedade.

Por Antonio Félix
Com informações do Portal da Prefeitura de SP