Pais dizem que CEU Alto Alegre na zona leste ameaça cortar transporte gratuito e fazer transferência forçada

Pais de alunos do CEU Alto Alegre, em São Rafael (zona leste), beneficiados pelo TEG (Transporte Escolar Gratuito), disseram que na segunda-feira foram informados pela escola que em sete dias deveriam encontrar uma vaga para os filhos em outra escola, mais próxima de casa.

A informação foi divulgada pelo Jornal Agora em sua edição de hoje, 25 de maio.

Após esse período, segundo eles, os estudantes do CEU (Centro Educacional Unificado) perderiam o direito ao serviço, ofertado a quem mora a mais de 2 quilômetros da unidade.

Os pais dizem que foram convocados para uma reunião na secretaria do CEU e tiveram de assinar um documento assumindo o compromisso de encontrar a vaga.

“Quem não achar a vaga terá de procurar a diretoria de ensino para agilizar a transferência”, disse a diarista Rafaela Cristina da Silva, 28 anos, mãe de Gabriel Pimentel, 8 anos. Eles moram a 2,6 quilômetros da escola.

Após a denúncia, e em resposta ao Jornal Agora, a Secretaria Municipal da Educação da gestão João Doria (PSDB), afirmou por meio de nota que os alunos matriculados no CEU Alto Alegre que são atendidos pelo TEG não serão transferidos de escola nem vão perder direito ao programa.

Segundo a pasta, a Diretoria Regional de Educação São Mateus, responsável pela unidade, se reuniu ontem com a direção da escola para a apuração dos fatos.

A pasta disse que a escola deverá procurar todos os pais para esclarecimentos no sentido de tranquilizá-los.
Afirmou ainda que lamenta os transtornos às famílias.

A reportagem completa encontra-se na edição impressa do Jornal Agora disponível nas bancas nesta quinta (25).

Com informações do Jornal Agora