Estudantes protestam contra falta de transporte escolar e são algemados pela polícia durante manifestação

Um grupo de estudantes protestou, na manhã desta quarta-feira (7), para cobrar a volta do transporte escolar. Eles bloquearam a Avenida Fernandes Lima, no bairro do Farol, em Maceió, em frente ao Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (Cepa). Dois estudantes foram detidos pela Polícia Militar.

Os manifestantes reclamam que desde a semana passada o transporte da rede estadual foi suspenso. Eles informam que isso aconteceu porque motoristas que prestam serviço oferecido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) pararam as atividades.

O protesto provocou congestionamento e o trânsito ficou lento no sentido Centro. Militares do Gerenciamento de Crises da Polícia Militar negociaram a liberação da via com os estudantes.

Durante a mobilização, houve confronto porque um grupo tentou bloquear a avenida novamente. Os estudantes foram detidos por policiais da Radiopatrulha. Eles foram algemados e levados para a viatura. Testemunhas disseram que um grupo ateou pedras contra militares por isso dois deles foram detidos e liberados minutos depois.

Um dos alunos detidos falou com a reportagem do G1. Sem se identificar, ele disse que foi agredido. “Eu estava filmando um colega que foi preso e o policial veio pra cima de mim. Ele me agrediu e também ao detido. Eles colocaram algema em mim e me afastaram da manifestação. Não não disse nada pra não piorar a situação”, contou.

A assessoria da Seduc informou que o contrato de prestação de serviço com a empresa que fazia o transporte encerrou no último dia 31. A secretaria diz que autorizou que o transporte continuasse até o início do recesso, mas os motoristas não quiseram manter.

A Seduc comunicou que uma comissão de estudantes será atendida ainda nesta manhã pelo secretário-executivo de gestão interna.

Com informações do G1