Osasco vive onda de assaltos a vans escolares

Foram três casos em um só dia e, cinco dias depois, mais duas ocorrências, nos bairros do Cipava, Quitaúna, Jardim das Flores, Vila Yolanda e Jardim Roberto. Prefeito e polícias Militar e Civil discutem medidas para combater esse tipo de crime e também roubos a pedestres. Segundo Lins, em uma só ocorrência 22 celulares foram levados das vítimas.

Osasco enfrenta uma onda de assaltos a vans de transporte escolar, principalmente em bairros da Zona Sul, como Jardim Cipava, Quitaúna, Jardim das Flores, Vila Yolanda e Jardim Roberto.

Em apenas um dia – 11 de maio – segundo dados da Polícia Militar, foram registrados três casos. E cinco dias depois, outras duas ocorrências, além de uma tentativa de roubo, todos nessa região da cidade.

Além disso, também nos últimos dias, vídeos com relatos de moradores e outros mostrando ações dos bandidos nas ruas abordando pedestres têm circulado nas redes sociais e em grupos de WhatsApp.

Ações de combate à essas ocorrências foram tema de reunião, na última quinta-feira, entre o prefeito Rogerio Lins e representantes das polícias Civil e Militar.

No encontro, Lins relatou ter informações de que, em uma única ação, ladrões chegaram a levar 22 celulares das vítimas.

“Como autoridades, precisamos agir. Não posso dizer que segurança é questão do Estado. Não resolve a situação. Então temos de atuar juntos como temos feito, para dar uma resposta à população”, afirmou o prefeito.

Também participaram da reunião o tentente-coronel PM Luiz; o primeiro tenente PM Greatti, o Delegado Seccional de Osasco, Mauro Soares; o comandante da Guarda Civil Municipal de Osasco, Raimundo Pereira; e o secretário de Segurança Pública de Osasco, Adilson Moreira.

Com informações do Web Diário