Comissão de Educação aprova projeto que incentiva Pedagogia da Alternância: 15 dias na escola e 15 dias no campo

O projeto (PLC 184/2017) aprovado na Comissão de Educação, Cultura e Esporte inclui na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a LDB, o uso da chamada Pedagogia da Alternância nas escolas localizadas em áreas rurais, onde o transporte escolar é difícil e a maioria dos pais trabalha no campo.
O ensino diferenciado prevê, por exemplo, que durante duas semanas os jovens aprendam em sala de aula disciplinas regulares do ensino fundamental e médio, como português e matemática, além de conhecimentos e técnicas voltadas para a agropecuária.
Na quinzena seguinte, o aluno pode colocar em prática o que aprendeu em atividades no campo, como a colheita, de preferência na propriedade rural da própria família.
O relator da proposta, senador Pedro Chaves (PRB-MS), explicou que o método francês criado em 1935 busca a formação integral dos alunos e já é usado no Brasil desde 1969 com resultados positivos.
A proposta já aprovada pela Câmara dos Deputados deve ser analisada agora pelo plenário do Senado.
Confira AQUI a íntegra da aprovação da proposta.
Com informações da Agência Senado