Motoristas escolares protestam contra projeto de lei que muda veículos

A obrigatoriedade de vaga para pessoas com deficiência nos veículos e o tempo máximo de uso de oito anos para o transporte escolar divide opiniões.

Motoristas de vans escolares de São Carlos (SP) protestaram na manhã desta quinta-feira (25) contra a mudança no projeto de lei que regulamenta o serviço.

Segundo a prefeitura, a Lei 13.439 (2004) necessitava de uma revisão geral e foi elaborada nova proposta, construída entre o município e os transportadores.

O projeto foi encaminhado à Câmara Municipal em novembro de 2018 e aprovada com seis emendas em 16 de abril.

Cerca de 60 vans estacionaram em volta da Câmara e, em seguida, os manifestantes seguiram a pé até a prefeitura.

Os motoristas discordam das mudanças que exigem a obrigatoriedade de ter vaga para pessoas com deficiência em todas as vans e também do tempo máximo de uso de oito anos para o transporte escolar.

Os secretários de trânsito e de governo receberam o grupo e o assunto será analisado pelo jurídico da prefeitura.

Com informações do G1