Com 5 mil infrações em uma semana, DF fará apenas advertência nas primeiras multas por farol desligado

A medida foi tomada pelo governo do DF, esperar o mesmo do governo de SP é outra história. Aqui, a multa de trânsito é parte substancial dos cofres públicos, seja ele municipal ou estadual.

O governo do DF decidiu perdoar as multas para os motoristas que não acenderam o farol baixo em rodovias, durante o dia, no período de 8 a 18 de julho.

A medida vale somente para infrações registradas pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem) e pela Polícia Militar do Distrito Federal, para casos em que não houve reincidência. Do contrário, o condutor deverá pagar a multa de R$ 85,13.

A decisão foi anunciada nesta segunda-feira (18). Ela foi tomada porque o órgão entendeu que havia necessidade de alertar os motoristas antes de aplicar as sanções.

Desde o dia 8 de julho, foram registradas mais de cinco mil infrações. “Como Brasília tem um número grande de rodovias, é necessário um tempo para se acostumar”, disse o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.

A partir desta terça-feira, 19 de julho, quem for flagrado com o farol desligado será multado normalmente nas rodovias do DF.

A Lei Federal nº 13.290, de 23 de maio de 2016, tornou obrigatório o uso do farol baixo em rodovias. Publicado no Diário Oficial da União, o texto estabeleceu 45 dias para os 26 estados e o Distrito Federal se adequarem. Na capital do país, a exigência merece atenção especial, pois diversas vias do Plano Piloto ou que ligam o centro da cidade a regiões administrativas são rodovias.

Em São Paulo, também são inúmeras as rodovias em vias urbanas que cortam cidades, porém não há ainda nenhuma ação do governo nesse sentido.

Por Antonio Félix
Com informações da Agencia Brasília