Sindicato de professores denuncia falta de transporte escolar de alunos ao Ministério Público Federal

mpfDe acordo com professores, a situação tem feito com que muitos alunos faltem às aulas. A reunião aconteceu na manhã desta quarta-feira, 9, com o procurador da república Ramiro Rockenbach.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese) foi até o Ministério Público Federal (MPF/SE) denunciar a falta de merenda e transporte escolar para alunos de escolas estaduais e municipais.

Segundo o diretor do Sintese, professor Wilson Hora, o Estado não tem repassado recursos aos os municípios. “O Estado não tem repassado o dinheiro para os municípios e isso faz com que não tenha transporte e os alunos faltem às aulas”, explica.

O Sintese também informou que ainda faltam 30 dias para que se complete os 200 dias letivos e a preocupação é de que o período escolar seja encerrado sem ter cumprido essa carga horária.

Além da falta de transporte, Hora também denuncia a escassez de merenda. “O Estado quase não tem refeição”, diz. Ainda de acordo com ele, a alimentação não cumpre com cardápio e regras nutricionais.

Wilson Hora também informou que o MPF irá distribuir o processo para a equipe de Combate à Corrupção e amanhã, 9 de novembro, deve informar ao Sintese qual procurador ficará responsável pelo caso. Porém, de acordo com a assessoria de comunicação do órgão, Ramiro Rockenbach não irá se pronunciar sobre o caso.

Com informações de Portal Infonet