Fosse eu tinha era vergonha! Detran apreende carro com R$ 16 milhões em multas. Eficiência! Onde?

campeao_16mTá sendo é besta, vende o carro e compra um jatinho, um helicóptero ou uma lancha!

É recorde! É o maior multimilionário já encontrado nas ruas de São Paulo, na nova categoria de veículos de multas milionárias.

O recorde anterior era de um veículo Peugeot Hoggar Escapade com R$ 9,1 milhões em multas apreendido no dia 18/nov, e antes deste um veículo Fiat Uno Mille apreendido mais recentemente, no dia 25/nov, R$ 9 milhões em débitos.

Pode a fiscalização ter ficado mais eficiente depois que estes veículos multimilionários começaram a aparecer? Talvez.

Talvez porquê, em nosso entendimento não é nenhum mérito ou notícia favorável anunciar que fez a apreensão de um veículo com tamanha irregularidade, e que até então tinha circulado numa boa.

Que o diga o bom cidadão que paga regularmente seu IPVA e suas multas de trânsito, até as multas injustas ou irregulares que vez ou outra recebe.

O novo campeão de débitos, um veículo Gol 1.0 modelo 2008 com R$ 16.226.906,42 em impostos atrasados e 2.118 multas entre excesso de velocidade, circular em faixa exclusiva e andar durante dias de rodízio.

Os policiais militares do Comando de Policiamento de Trânsito da Capital (CPTran), atuando em conjunto com o Detran-SP, o apreenderam na manhã de quinta-feira (8/12).

O veículo foi parado durante uma blitz no cruzamento das avenidas Aricanduva e Rageb Chofi, na zona leste de São Paulo.

O Detran informa que a maioria dos débitos ocorreu porque a pessoa jurídica, dona do veículo, não indicou qual condutor cometeu as infrações; e que, em casos assim, a lei impõe o pagamento de multa com o valor multiplicado pelo número de vezes que a infração se repetiu nos últimos 12 meses.

Esse já é o quinto veículo multimilionário que o Detran apreendeu no período de apenas um mês. Juntos, os cinco carros apreendidos totalizam R$ 38,6 milhões em multas, taxas e impostos e mais de 7.350 multas.

Eis que surge um dilema ainda maior, além da insatisfação com o serviço prestado pelo policiamento de trânsito da cidade ao permitir tal afronta ao bom cidadão que paga seus impostos regularmente, a insegurança das ruas.

Vejam que, até o presente momento, não há ainda nenhuma informação acerca do uso destes veículos multimilionários em crimes ou assaltos, sendo que dois deles inclusive são de propriedade jurídica, sem utilização para atividades ilícitas, pelo menos não há essa informação.

Então, se estes veículos multimilionários circulam com essa facilidade até acumular débitos de tal monta, o que dizer dos veículos usados em ilicitudes como assaltos e demais crimes no dia-a-dia da cidade?

Em nosso entendimento, quanto maior o débito multimilionário do veículo apreendido maior a incompetência dos órgãos de trânsito em desempenhar o seu papel de fiscalização e autuação de irregularidades, em igual proporção.

Dá então para acreditar que um veículo escolar clandestino será algum dia apreendido por tais órgãos na cidade de São Paulo?

Por Antonio Félix
Com informações de Detran.SP