Produção de ônibus cai 9,6% no primeiro bimestre de 2017, menos pra Iveco e Scania

Fabric_onibusA produção de chassis de ônibus no Brasil registrou no primeiro bimestre deste ano queda de 9,6%, de acordo com dados da Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, divulgados nesta terça-feira(7).

Foram produzidos 2.427 chassis em janeiro e fevereiro de 2017, enquanto que no primeiro bimestre do ano passado saíram das linhas de montagem um total de 2.685 chassis.

A queda foi puxada pelo desempenho dos ônibus urbanos, que reúne um volume total de veículos maior que o segmento de ônibus rodoviários.

As perdas no segmento de urbanos foram de 18,4% ou 1.804 chassis produzidos entre janeiro e fevereiro de 2017 contra 2.210 unidades em igual período no ano passado.

Já o segmento de chassis rodoviários teve desempenho 31,2% melhor em relação ao primeiro bimestre de 2016. Foram feitos 623 chassis de rodoviários contra 475 do ano passado.

A esperança para o segmento de urbanos neste ano é o Refrota 17, que é um programa do Governo Federal que pretende, com recursos do FGTS, financiar a aquisição de até 10.000 ônibus urbanos novos.

Em relação às marcas, a Anfavea apresenta as seguintes posições do acumulado do primeiro bimestre de 2017:

1º) Mercedes-Benz: 315 ônibus produzidos / queda de 65 % em relação ao primeiro bimestre de 2016

2º) MAN/Volkswagen: 216 ônibus produzidos / queda de 3,9 % em relação ao primeiro bimestre de 2016

3º) Agrale (inclui minionibus Volare): 165 ônibus produzidos / queda de 47,5 % em relação ao primeiro bimestre de 2016

4º) Iveco (inclui minionibus): 129 ônibus produzidos / alta de 118,6 % em relação ao primeiro bimestre de 2016

5º) Volvo: 77 ônibus produzidos / queda de 27,4 % em relação ao primeiro bimestre de 2016

6%) Scania: 17 ônibus produzidos / alta de 54,5 % em relação ao primeiro bimestre de 2016

Com informações do Diário do Transporte