Motoristas de fretados fazem ato por flexibilização de regras da ARTESP para cadastro de veículos

Cerca de 50 condutores de vans e ônibus fretados estavam concentrados por volta das 9h desta segunda-feira, 8, na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, na zona oeste de São Paulo, para dar início a uma carreata.

Do Pacaembu, eles seguiram com os veículos até a sede da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), localizada no bairro do Itaim Bibi, na zona sul da capital.

Conforme a Artesp, os motoristas e empresários do setor de fretados reivindicam flexibilizações nas regras para o cadastro dos veículos pelo Estado – o Sistema de Fretamento Intermunicipal de Passageiros.

A maior parte dos pedidos não poderá ser atendida, segundo a agência, por questões de segurança ou conflito com exigências do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Os condutores pedem, entre outros itens, que vans mais antigas sejam autorizadas a transportar passageiros em viagens de mais de 600 quilômetros de distância. Ainda, cobram que veículos locados possam ser aceitos como fretados. A Artesp alega que não há garantia de segurança para os passageiros em veículos que não têm comprovação de adaptações necessárias para o uso comercial.

A agência estuda atender ao menos uma das reivindicações dos motoristas, a unificação dos cadastros da Artesp e da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU). Um projeto para viabilizar o cadastro único é preparado pela Artesp.

Com informações do Estadão