Lotação de ônibus faz moradores de Guarulhos recorrer a transporte clandestino com adrenalina de 140 Km/h

Os moradores de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, recorrem ao transporte clandestino para enfrentar a jornada diária de trabalho e estudo na Capital, informou o SPTV desta segunda-feira (29). De acordo com eles, os ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) não dão conta de transportar o grande volume de passageiros.

“O ônibus demora demais. A van é bem mais interessante pra mim”, avalia Jacqueline dos Santos, que trabalha em São Paulo como auxiliar de escritório. Ela divide a mesma opinião com centenas de passageiros, que optam pelo transporte clandestino, pois o valor da passagem é igual.

A reportagem embarcou no horário de pico, por volta das 18 horas, em uma das vans na estação Armênia do Metrô e desceu no bairro dos Pimentas. O veículo foi flagrado trafegando na contramão e na Rodovia Ayrton Senna, onde o limite de velocidade é 120 km/h, a van seguia a 140 km/h em média.

As imagens mostram que o cobrador adianta o serviço e abre a porta para o desembarque de uma passageira no acostamento com o veículo em movimento. Questionada se a viagem é sempre marcada pela correria, uma passageira confirmou. “Todo mundo está acostumado. É só adrenalina”, disse.

Os passageiros contam que algumas vans fazem o mesmo trajeto que os ônibus em metade do tempo. “Pego a van por conta da rapidez, mas ultimamente está complicado. Eles estão exagerando muito no excesso de velocidade”, comenta Fernando.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 146 mil pessoas se deslocam entre Guarulhos e São Paulo. Esta é a rota mais movimentada entre dois municípios em todo o país. Devido ao alto fluxo de passageiros e motoristas, as três rodovias que oferecem o trajeto ficam diariamente congestionadas.

Em nota, a EMTU informa que nos quatro primeiros meses deste ano autuou 135 vezes o consórcio Internorte, que opera os ônibus em Guarulhos. No mesmo período, a empresa apreendeu 20 veículos usados no transporte clandestino.

Em nota, a Prefeitura de Guarulhos disse que desde janeiro apreendeu 14 veículos clandestinos, entre táxis e vans, e que no mesmo período multou 211 por transporte remunerado irregular.

Em nota, a Secretaria de Mobilidade e Transportes de São Paulo disse nos quatro primeiros meses deste ano fiscalizou mais de 60 mil veículos na Capital e apreendeu 241 irregulares.

Com informações do G1