Software do governo facilita gestão do transporte escolar com otimização de rotas e custos operacionais

O Sistema de Gestão do Transporte Escolar (Siget), implantado pelo Governo do Paraná, já é usado nos 399 municípios do Estado. Pelo sistema, que neste ano ganhou nova versão, os gestores municipais podem calcular as rotas e, assim, melhorar tempo e custos operacionais das frotas de ônibus escolares.

O Siget faz parte do Plano de Transporte Escolar (PTE), implantado com a qualificação dos gestores do transporte escolar. Desde 2011, o Governo do Estado mantém constante diálogo com os municípios para melhoria da qualidade da educação em todas as cidades.

A melhoria da gestão do transporte escolar era uma reivindicação antiga que foi atendida com aumento do repasse de recursos que saltaram de R$28 milhões em 2010 para R$ 91 milhões em 2013 – aumento de 200%.

O Siget está entre as iniciativas do governo estadual para apoiar as prefeituras no serviço de transporte escolar. Uma das principais medidas nesta área foi a ampliação dos recursos repassados aos municípios. Só em 2013, foram repassados R$ 91 milhões, montante superior em 200% em relação a 2010.

Com a nova versão do Siget, as prefeituras terão maior controle do sistema, principalmente no cálculo da distância percorrida por cada aluno até a escola. Todos os gestores municipais foram capacitados para usar o software.

A coordenadora do transporte escolar do município de Cerro Azul, Noemi Mangger, explica que o volume de informações do cadastro de alunos é grande e o sistema facilita o trabalho. “Em 2013, transportamos 1,8 mil alunos com 45 linhas para gerenciar. Com o Siget cadastramos as rotas, alunos e quilômetro rodado. Ficou muito mais fácil”, disse.

Para a secretária municipal de Educação de Jardim Alegre, Simone Moreira Colombo, o Siget é uma ferramenta que possibilita aos municípios dados mais precisos do transporte escolar. “O sistema ajuda no cálculo das rotas e os municípios ganham tempo e economizam recursos públicos”, disse.

“O Siget é um sistema inédito no País que tem como objetivo auxiliar as prefeituras com o atendimento dos alunos que necessitam do transporte, independente da região em que vivem”, disse a coordenadora do Transporte Escolar da Secretaria da Educação, Elisângela Belniaki Hochuli.

Com informações do Jornal O Bonde