Novos ônibus escolares totalmente elétricos são revelados pela Blue Bird com recurso Vehicle-to-Grid

Com base no seu uso, parece que os ônibus escolares seriam um meio de transporte bastante simples para eletrificar, ainda assim, muito poucos desses veículos são alimentados por baterias hoje.

Agora, Blue Bird, um importante fabricante de ônibus americano mais conhecido por seus ônibus escolares, anunciou que está pronto para transportar ônibus escolares totalmente elétricos para sua programação e revelou 2 novos modelos.

No show da STN Tradeshow em Reno esta semana, a Blue Bird revelou “o seu novo ônibus elétrico de tipo A Micro Bird G5 de Tipo A e depois revelou seu novo chassi de tipo D, de energia elétrica, que impulsionará no seu tipo D todo o motor traseiro americano.

Phil Horlock, presidente e CEO da Blue Bird Corporation, disse que o novo powertrain elétrico será adicionado à sua linha de ônibus existente usando diesel, gasolina, propano e GNG.

“A adição de ônibus elétricos para nossa frota é uma ilustração mais detalhada do nosso compromisso de fornecer a maior variedade de produtos de ônibus escolar que nossos clientes desejam e valorizam. Com zero emissões, baixos custos operacionais e fantásticos parceiros de desenvolvimento de motores elétricos no ADOMANI e EDI, acreditamos que agora é um ótimo momento para trazer essas novas soluções elétricas para o mercado “.

Os dois primeiros ônibus do Blue Bird para receber o novo powertrain são o tipo A Micro Bird G5 e seu tipo D All American.

A empresa diz que ambos os ônibus devem ser capazes de atingir cerca de 160 km de alcance, o que geralmente é bastante para a maioria das rotas de ônibus escolares.

Com o tipo D All American, o alcance é ativado por uma enorme bateria de 150 kWh. Uma opção menor de 100 kWh também estará disponível para rotas menos exigentes.

Curiosamente, a Blue Bird diz que o novo powertrain elétrico terá um recurso Vehicle-to-Grid (V2G) – o que significa que os ônibus poderiam ser usados ​​como sistemas de armazenamento de energia. Não é uma má idéia, considerando que os ônibus escolares são muitas vezes estacionados por longos períodos de tempo.

Isso significa dizer que os ônibus funcionam como armazenamento de energia para caso de queda de luz. Faltou força por algum motivo? Nada de mandar todo mundo pra casa. Espeta a escola na tomada do ônibus e segue com a classe.

Eles pretendem iniciar a produção do novo ônibus escolar elétrico já no próximo ano.

Já existe até concorrentes. A Lion, um fabricante de ônibus escolar com sede em Quebec, também oferece uma opção de ônibus escolar elétrico , mas não para ônibus tipo D.

Com informações da Electrek