Em Barueri, empresa que ganhou licitação do transporte escolar deixa motoristas e monitores autônomos de cooperativa desempregados

Começam a circular a partir do dia 14/8 os novos ônibus que farão transporte escolar dos alunos que estudam em escolas distantes de suas residências na cidade de Barueri. A JTP Transportes, empresa que venceu a licitação para prestação do serviço, encomendou 90 ônibus que atendessem às exigências do edital, dos quais metade foi entregue no final do mês de julho.

Informações obtidas no Portal da Transparência mostram que o pregão para a contratação do serviço de transporte escolar foi realizado no dia 5/5, e foi vencido pela JTP Transportes, empresa com sede no Alphaville e que presta serviços de transporte em várias cidade da Grande São Paulo e de todo o estado.

No dia 8/6 já constava no portal o valor empenhado de R$ 8.714.500, destinados à JTP referente ao cumprimento desse contrato.

Os 90 veículos comprados pela JTP estão divididos em dois lotes. Um com 45 ônibus para 34 passageiros, montados na fábrica da Marcopolo em Caxias do Sul (RS) entregue nos últimos dias de julho. O outro lote é composto por mais 45 unidades para 44 passageiros, produzidos no Rio de Janeiro (RJ) e que ainda serão entregues.

A prefeitura organizou uma cerimônia, realizada no último domingo, 30/7, para a apresentação da parte já entregue da frota adquirida pela JTP. Durante o evento, o prefeito Rubens Furlan e o secretario de Educação Celso Furlan ressaltaram a importância da qualidade do serviço prestado e da segurança com os alunos que se utilizam do transporte escolar público.

O prefeito divulgou vídeo em sua página do facebook, ao lado do vice-prefeito Roberto Pitteri, no qual afirmam que o objetivo da contratação da nova empresa era renovar uma frota com mais de 30 anos de idade. Afirmou ainda que não permitiria que seu neto utilizasse os veículos que prestavam o serviço anteriormente.

Em resposta à comentários feitos por munícipes na postagem do vídeo, o prefeito disse que os cooperados da Cooperativa dos Motoristas de Transportes Autônomos de Barueri (Cooperaub), antiga prestadora do serviço, que ficaram desempregados, puderam se candidatar às vagas abertas na JTP e que muitos deles já estavam recebendo treinamento para assumir a função na nova prestadora.

Procurados pelo Barueri na Rede, associados da cooperativa, que preferiram não se identificar, rebateram as afirmações. Para eles, com mais de 30 anos a frota compreende vários mandatos do atual prefeito, e que nem todos os motoristas e grande parte dos monitores não tiveram êxito na tentativa de entrar para a nova empresa.

Com informações do Barueri na Rede