Mercedes-Benz mostrará edição limitada da Sprinter na Fenatran

Há 20 anos desembarcava no mercado brasileiro a Mercedes-Benz Sprinter e para comemorar a presença no Brasil, a montadora lançará uma série limitada de apenas 20 unidades durante a Fenatran deste ano, que acontece entre 16 a 20 de outubro no São Paulo Expo.

Fabricada na Argentina, em Virrey del Pino, na capital Buenos Aires, a edição especial disponível nas versões van de passageiros, furgão e chassi-cabine, traz de série itens que são oferecidos como opcionais, o que elevam seus preços entre 5% e 7% dos valores sugeridos, ficando entre R$ 127 mil e R$ 208 mil (veja lista completa de preços abaixo).

A Sprinter comemorativa traz assistente de partida em rampa, alarme anti-furto, câmera de ré, grade cromada, volante multifuncional e para-choques, protetor lateral e espelho retrovisor na cor do veículo, além de uma identificação adesiva de 20 anos não numerada.

“Nestes 20 anos, foram mais de 127 mil unidades vendidas no Brasil”, informa o diretor de vendas e marketing de vans da Mercedes-Benz, Jefferson Ferrarez. “São mais de 3,3 milhões de Sprinter vendidas em todo o mundo, sendo o Brasil o quinto maior, mercado”, completa, acrescentando que o lote comemorativo não deve mesmo passar das 20 unidades.

Atuante no segmento de comercial leve de passageiros e de carga de 3,5 a 5 toneladas, a Sprinter se consolidou como um dos principais produtos deste mercado, ganhando participação expressiva, que chegou a 40% entre 2003 e 2004. Os números mostram que de 2012 a 2016, o modelo estendeu sua fatia em mais de 10 pontos porcentuais, passando de 14,9% em 2012 (mercado total: 39,2 mil unidades) para 24,5% em 2016, quando as vendas do segmento fecharam em pouco mais de 18 mil veículos.

Segundo Ferrarez, no acumulado deste ano até julho, a Sprinter conta com 32,9% de participação em um mercado de 9,7 mil veículos. “Este é o nosso melhor patamar de mercado, considerando as vendas a partir de 2012, quando lançamos aqui no Brasil a segunda geração da Sprinter”, comenta.

Os números mostram que a briga tem sido bastante acirrada com a Renault Master, líder do mercado com 36% no acumulado do ano, com 300 unidades a mais. “Mas em agosto já atingimos os 40%”, revela. Demais concorrentes não chegam tão perto, como Iveco Daily, com 12,7%, e Fiat Ducato, com 12,5%.

“Não brigamos por preço, mas por diferencial e entendemos que nossa estratégia é correta”, defende Ferrarez, assegurando que a Sprinter possui mais itens de conforto e segurança, além de sua flexibilidade com as 60 opções possíveis de configuração. “Só o pacote de segurança conta com 25 funções ativas e passivas”, completa a gerente de produtos vans, Ana Paula Teixeira. “Como novidade, a Mercedes-Benz passa a equipar 100% das versões da Sprinter com o assistente de vento lateral”. O sistema, lançado no ano passado e denominado crosswind assist, que estreou no Brasil com o Vito, reduz o efeito dos ventos laterais, aplicando automaticamente o freio nas rodas no lado onde bate a rajada, evitando que o veículo se desvie, mantendo-o em sua rota. É ativado a partir de 80 km/h.

De acordo com Ferrarez, há muitas oportunidades de mercado que a Mercedes-Benz está focada para o segmento de vans. “Há planos de crescimento porque há nichos em diferentes regiões”, observa. No de ambulâncias, por exemplo, a montadora venceu uma licitação para entregar 800 unidades para o Samu, cujo primeiro lote de 220 unidades será entregue em setembro.

clique para ampliar
clique para ampliar

Ele conta que em São Paulo, por exemplo, o e-commerce, o setor de ambulâncias, transporte escolar, food trucks, pet trucks e outros negócios do tipo móvel estão alavancando o mercado. “Em São Paulo, iniciamos 2016 com market share de 19% até fechar o ano com 21%; agora estamos com 24,4%, lembrando que há uma briga pesada no preço”, afirma.

Há outros nichos para explorar, como o transporte de turismo, que é referência na região Nordeste, bem como no Rio de Janeiro. “Aqui [Rio de Janeiro] é o nosso maior mercado em termos de participação: 57% das vendas de vans são de Sprinter”, revela.

O trabalho da Sprinter é todo feito por meio das vans centers, uma rede dedicada que conta com sete pontos em todo o Brasil: São Paulo (1), Rio de Janeiro (3), Minas Gerais (2) e Paraná (1), sendo que as de São Paulo e Curitiba (PR) são no formato de lojas próprias, enquanto as demais funcionam em anexos junto a concessionárias de caminhões.

“A partir de agora, os clientes podem contar em nossa rede com uma nova ferramenta que calcula o TCO (Custo Operacional Total), que simula o custo e os possíveis ganhos, dadas as condições de cada operação”, afirma o gerente de pós-venda, peças e serviços de vans, Fernando Quadrelli.

Os preços da Sprinter 20 anos série limitada a 20 unidades são:

Chassi cabine: R$ 127 mil
Furgão Street: R$ 148 mil
Van 15 lugares: R$ 186 mil
Van 20 lugares: R$ 208 mil.

Com informações do portal Automotive Business