As 10 melhores e 10 piores estradas do Brasil, segundo pesquisa CNT

A qualidade geral das rodovias brasileiras caiu em 2017. Entre os quase 106 mil quilômetros avaliados, o percentual considerado regular, ruim ou péssimo subiu de 58,2% em 2016 para 61,8% neste ano, indica pesquisa anual da Confederação Nacional dos Transportes (CNT).

O levantamento engloba todas as rodovias federais pavimentadas e as principais rodovias estaduais. O meio é usado em 60% da movimentação de cargas e em 90% do transporte de passageiros. A piora atingiu tanto rodovias sob gestão pública quanto as concedidas, embora entre as públicas a deterioração seja bem superior.

Isso é perceptível ao se observar o ranking dos melhores e piores trechos de rodovias do Brasil. Todas as boas estradas atravessam São Paulo e têm a gestão concedida. A melhor delas é um trecho entre São Paulo e Limeira.

Já as piores rodovias são ligações presentes no Centro Oeste e Nordeste, mas também há dois registros em estradas do Sul do país. O pior trecho, segundo o estudo, está entre Natividade, no Tocantins, e Barreiras, na Bahia. Nenhum desses é concedido.

Veja nas figuras abaixo a lista das melhores e piores rodovias do Brasil:

.

.

 

Com informações da FolhaPress