Após mudança na regra do transporte escolar gratuito de 2 para 3km, população protesta em frente a Prefeitura

Um grupo de moradores do Progresso fizeram uma manifestação na prefeitura de Blumenau nesta segunda-feira, 20. Eles são contrários à mudança nas regras do transporte escolar gratuito.

Um decreto do governo estadual muda de dois para três quilômetros a distância mínima entre casa e escola para que o aluno tenha direito ao transporte.

Com faixas, cartazes e bandeiras do Brasil, o grupo concentrou-se em frente ao prédio da prefeitura. Depois, subiu até o terceiro andar, onde fica o gabinete do prefeito e o salão nobre.

No salão, ocorria uma reunião do Conselho Municipal de Educação. Os moradores do Progresso também protestaram contra o fechamento da Escola Margarida Freygang, decisão motivada pelo baixo número de estudantes.

A alteração foi divulgada no início do ano, mas em Blumenau a rede municipal de ensino ainda não havia atualizado a regra, o que será feito a partir de 2018.

Durante o protesto, pela manhã, os pais ouviram da Secretaria Municipal de Educação (Semed) que o município precisa respeitar a decisão estadual.

A diretora administrativa-financeira da Semed, Sandra Francisca, explica que a alteração só não foi feita antes porque o decreto foi assinado em fevereiro, quando o ano letivo já estava em andamento.

A portaria que exigia o mínimo de três quilômetros (seis, considerando ida e volta) não era respeitada por muitos municípios, como Blumenau. Com o decreto, todas as escolas municipais da cidade deverão respeitar a regra, como já ocorre nas estaduais.

Atualmente, cerca de 3 mil crianças utilizam o transporte escolar. Sandra explica que a prefeitura só poderá informar o número de estudantes que deixarão de ser beneficiados após as matrículas, em dezembro.

Com informações do portal O Município Blumenau