Detran.SP gera 55 multas e retem 26 registros de veículos por irregularidades no transporte escolar

Uma Operação do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) realizada na manhã de segunda-feira (5/3) em parceria com a Prefeitura de Itapevi gerou 55 multas contra condutores de transporte escolar privado na cidade. Ao todo, 60 veículos foram fiscalizados.

Fiscais do Detran.SP e do Departamento Municipal de Trânsito e Transportes (Demutran) percorreram 15 escolas, fizeram blitze e constataram diversas irregularidades.

Do total de multas, 26 foram registradas porque o motorista não tinha autorização para conduzir veículo escolar. O restante foi relacionado a veículo sem licenciamento, em mau estado de conservação e por não parar no bloqueio.

Vinte e seis veículos tiveram o registro retido e só poderão voltar a circular depois que os responsáveis realizarem a regularização no Detran.SP. Isso porque os veículos não cumpriam as normas de transporte. Havia falta de cinto de segurança e luzes de sinalização estavam inoperantes.

“A segurança é um ponto fundamental no transporte escolar. Os pais devem ficar atentos ao serviço contratado e saber se ele tem autorização e se a documentação do veículo está em dia, por exemplo. Eles também podem ajudar a inibir irregularidades. Qualquer problema pode ser comunicado à nossa Ouvidoria”, afirmou Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detran.SP.

Veículos destinados ao transporte escolar devem seguir regras que vão desde a identificação visual, com a faixa lateral, até credenciamento no Detran.SP e na prefeitura. A lei exige que os veículos passem por vistoria a cada seis meses.

Com informações do Abc do Abc