Fábrica clandestina de placa de carro é descoberta na Grande SP

Foram localizados e apreendidos centenas de placas em branco com a chancela do Detran-SP, além de lacres chancelados.

Policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) fecharam uma fábrica clandestina de confecção de placas automotivas na tarde de terça-feira (27), em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo. O responsável pela produção foi preso.

A suspeita é que organizações criminosas utilizavam esses serviços para adulterar automóveis utilizados em ataques contra caixas eletrônicos e bases de transporte de valores.

A descoberta surgiu durante apurações desenvolvidas pela 1ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubo e Latrocínio). A equipe obteve informações sobre o esquema da produção de placas. “O comentário é que o responsável seria um verdadeiro artista”, disse o delegado Rogério Barbosa, titular da 1ª Patrimônio.

As apurações permitiram chegar até a fabrica clandestina, um imóvel na rua Julieta, no bairro de Jordanópolis. Os policiais prenderam Roberto Carlos Vieira, de 40 anos.

Foram apreendidas centenas de placas em branco com a chancela do Detran SP, além de lacres chancelados. Também recolheram anotações que podem nos conduzir à identidade dos fornecedores e compradores do detido.

Vieira foi autuado por adulteração de sinal identificador de veículo automotor. Ele apresentava passagens anteriores por homicídio e receptação.

Com informações do R7