Com salários atrasados a três meses, motoristas de transporte escolar paralisam atividades em Alagoas

Motoristas que prestam serviço à Secretaria do Estado de Educação de Alagoas, por meio de uma empresa terceirizada, paralisaram as atividades, nesta quarta-feira (4), após três meses sem receber salário. A paralisação afeta os alunos que estudam nas escolas localizadas no CEPA, em Maceió.

Os profissionais alegam que, sem a expectativa de recebimento dos atrasados e com a mudança na Secretaria de Educação – com a saída de Luciano Barbosa da pasta -, eles temem um calote por parte do Poder Público estadual.

Os motoristas lembram que esta não é a primeira vez que eles suspendem as atividades por falta de pagamento dos repasses. Eles alegam que, sem receber pelo trabalho que realizam diariamente, não há sequer dinheiro para a despesa com combustível e outras que são fundamentais para a prestação do serviço.

Por meio da assessoria, a Secretaria de Estado da Educação confirmou a paralisação e disse que a empresa terceirizada contratada para ofertar o transporte para os alunos já está tomando as providências necessárias para a retomada do serviço.

A Secretaria de Educação informou, ainda, que o processo de pagamento da empresa terceirizada aguarda a autorização de crédito suplementar para o pagamento dos atrasados.

Com informações do Gazeta Web