Prefeitura de SP limita uso de adereços e bandeiras em veículos escolares e táxis durante copa do mundo

O uso incorreto acarretará multas e a reincidência dará 5 pontos no prontuário. As dimensões de adereços e bandeiras não podem ultrapassar as medidas de 30x45cm e precisam respeitar regras do Contran.

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), por meio do Departamento de Transportes Públicos (DTP), publicou nesta sexta-feira (15/06) portaria que regula a utilização de bandeiras do Brasil, adesivos e outros materiais referentes à Copa do Mundo FIFA 2018, nos veículos das modalidades Táxi, Escolar, Carga a Frete, Motofrete e Fretamento.

Esses itens poderão ser instalados nos veículos durante a Copa, desde que as dimensões não ultrapassem as medidas 30 x 45 cm e não desrespeitem as regras do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Os adereços não poderão interferir na visão do motorista, nem na visibilidade dos sinais de luz para não oferecer risco à segurança no trânsito, e não podem dificultar a identificação do veículo.

No caso de descumprimento da portaria, o infrator estará sujeito à multa de R$ 39,26. Em caso de reincidência, a multa dobra, além de 5 pontos no prontuário. Denúncias de irregularidades podem ser feitas através do telefone 156. É preciso informar a placa do veículo, data/hora, local da infração.

A SPTrans informa que, durante o período da Copa do Mundo FIFA 2018, caso desejem, as empresas de ônibus do sistema municipal de transporte estão autorizadas a colocar bandeirinhas do Brasil no suporte do espelho retrovisor de seus veículos e um adesivo no para-brisa com a mensagem “Transportamos mais de 10 milhões de torcedores todos os dias!”, seguindo as especificações técnicas estabelecidas.

Veja abaixo alguns exemplos de uso não permitido.

Com informações do portal da Prefeitura de São Paulo