Falta de reajuste da remuneração preocupa motoristas de transporte escolar em Botucatu

O vereador Cula [PSC] está preocupado com a situação de 19 motoristas contratados pela empresa Objetiva Administração de Serviços para prestar serviços junto à Secretaria Municipal de Educação da cidade de Botucatu, no estado de São Paulo.

Segundo o requerimento 493, em abril de 2017 [pregão 030/2017] a Prefeitura e a empresa firmaram contrato visando a contratação dos profissionais para atuar no transporte escolar. “Os motoristas me procuraram dizendo que a empresa não concedeu reajuste nos salários no ano passado e que, até agora, também não há tratativas nesse sentido. Estou preocupado com essa situação”, comenta Cula.

No requerimento encaminhado ao prefeito Mário Pardini ele pede as seguintes informações: 1] houve reequilíbrio econômico-financeiro nos valores contratados? Em caso positivo, o que ficou pactuado? Em caso negativo, qual o andamento deste processo? 2] caso a empresa Objetiva Administração de Serviços Eireli ME [terceirizada] não conceda reajuste nos salários e demais benefícios a que fazem jus os motoristas, o que isso poderá acarretar ao município, ou seja, a Prefeitura poderá ser acionada por solidariedade?

Uma cópia do documento foi encaminhada à empresa Objetiva Administração de Serviços Eireli ME, para conhecimento e manifestações.

Com informações da Câmara Municipal de Botucatu