Em qual cidade é mais barato pra comprar carro no Brasil

Para fugir de pagamentos absurdos, muitas pessoas optam por comprar carros fora de algumas regiões e, sim, de fato, há estados e cidades que eles são mais baratos do que em outros.

A Kia, por exemplo, é uma das montadoras que deixa isso visível em seu site para o consumidor: em São Paulo, o Picanto GT custa R$ 58.990. Para quem mora no Amazonas terá que desembolsar R$ 60.430 devido às questões tributárias.

Além de impostos, a diferenciação também acontece devido ao número de concessionárias e pela concorrência. Podemos analisar por algumas cidades grandes, que, por terem muitas lojas e concorrentes, consequentemente, lá, eles serão mais baratos.

Em cidades pequenas pode ocorrer de não ter alguns veículos em específico, como no caso de alguns luxuosos. Isso também influencia para que algumas pessoas procurem outros lugares para adquiri-los.

São Paulo é uma das cidades com os carros mais baratos do Brasil. Por quê? É simples; a capital paulista possui muitas concessionárias e lojas particulares, então por isso a concorrência acaba sendo maior. Em São Paulo um automóvel pode ser até 10% mais barato que em outros lugares.

Mesmo sendo vantajoso em alguns lugares, não será fácil fugir da burocracia. Na hora de fechar o negócio em outra cidade/estado, é preciso decidir a melhor forma para transportá-lo: o comprador pode alugar um serviço de transporte como caminhão, ou o próprio motorista poderá conduzi-lo.

É importante ficar ciente, se você decidir ir dirigindo até o seu destino, no caso da compra de um carro novo, antes é preciso ir até o Detran da cidade onde adquiriu o carro para solicitar uma autorização, para que seja possível andar pelas ruas e rodovias sem ser prejudicado caso seja parado em uma blitz.

Se optar por caminhões de transporte (fretados), apenas a nota fiscal é suficiente para realizar esse tipo de serviço. Ele ainda pode ser até mais vantajoso quando é necessário enviar o automóvel para cidades distantes e, claro, vale procurar uma empresa séria, de confiança e que possa oferecer um preço acessível.

Vale lembrar que é permitido transitar apenas 15 dias com o carro sem as placas, isso, a partir da data do documento de expedição do veículo. A autorização para aqueles adquiridos em outros estados, também contam com o mesmo período.

Manaus também possui alguns preços atraentes para utilitários, picapes e motocicletas. Há incentivos fiscais na Zona Franca de Manaus, gerando parcerias e levando ao incentivo de desenvolvimento na região. Com as picapes, algumas montadoras oferecem isenção de IPI e ICMS.

Mesmo com bons preços, acaba não compensando comprar e levar para outro estado distante como para o Sudeste. As condições especiais oferecidas são para aqueles que irão usar o carro naquela localidade (Manaus). Para levá-lo a outra região, será necessário arcar com a diferença de impostos.

A infraestrutura da região, da mesma forma que outros fatores que apresentamos, também afeta no preço final do carro.

São Paulo conquistou o título de maior polo da indústria automobilística do Brasil. No estado estão as principais montadoras com as suas fábricas. São elas: Volkswagen, Honda, Mercedes-Benz, Toyota, Ford, General Motors, entre outras.

No Amazonas se concentram uma grande parte das produções de motocicletas: Harley-Davidson, Kawasaki, Sundown, Suzuki, Honda, Yamaha e outras.

Em Goiás estão Hyundai, Mitsubishi, John Deere e Suzuki. Santa Catarina recebeu a BMW e Chevrolet. Já a Nissan, Land Rover, PSA Peugeot-Citroën e MAN “VWCO” escolheram o Rio de Janeiro.

Veja abaixo uma lista completa dos locais onde as principais montadoras estão no Brasil.

Amazonas – Amazonas Motocicletas Especiais, BMW (motos), Dafra, Harley-Davidson, Honda (motos), Haobao, Indian Motorcicle, Kasinski, Kawasaki, Traxx, Sundown, Suzuki (motos) e Yamaha.

Bahia – Ford.

Ceará – Troller.

Goiás – CAOA Hyundai, John Deere, Suzuki e Mitsubishi.

Minas Gerais – CNH New Holland, FCA, Iveco, XCMG e Mercedes-Benz.

Paraná – FCA, Caterpillar, CNH New Holland, DAF, Audi, Nissan, Renault, VW e Volvo.

Pernambuco – FCA

Rio de Janeiro – Nissan, Land Rover, MAN “VWCO” e PSA Peugeot-Citroën.

Rio Grande do Sul – AGCO “Massey Ferguson”, Foton, Mahindra, Agrale, Chevrolet, Valtra, International e John Deere.

Santa Catarina – BMW e Chevrolet.

São Paulo – AGCO, Caterpillar, CNH New Holland, Chery, Ford, Chevrolet, Honda, Hyundai, Komatsu, Mercedes-Benz, Scania, Toyota, Valtra, VW, John Deere.

Com informações de Notícias Automotivas