Prefeitura de Itapevi-SP amplia em quase 70% o número de crianças atendidas pelo Transporte Escolar Gratuito

O número de alunos da rede municipal de Itapevi-SP atendidos pelo Transporte Escolar Gratuito (TEG) teve um salto de 69,7% em um ano. O número subiu de 1.561 alunos em março de 2017 para 2.650 em junho de 2018, segundo informações da Secretaria de Educação do município.

“Essa é mais uma mostra da prioridade que a nossa gestão dá à educação”, diz o prefeito Igor Soares. “TEG, novos uniformes, material didático com qualidade SESI e em breve duas novas escolas de tempo integral, as primeiras da história de Itapevi, nossa cidade merece tudo isso”, afirma.

O TEG é destinado a alunos da rede municipal de ensino que moram a mais de dois quilômetros das escolas e para estudantes com deficiência. São crianças com idade a partir dos quatro anos, matriculadas na rede municipal do pré ao 5º ano.

Atualmente, o TEG atende 40 unidades educacionais do município, além da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Itapevi. Do total de beneficiários, 163 são crianças com deficiência.

O resultado, diz a secretária de Educação, Eliana Silva, é fruto dos esforços da administração municipal para ampliar a frota do serviço. “Com a expansão, foi possível atender também mais crianças e oferecer um serviço de melhor qualidade”, diz.
Lançado em fevereiro deste ano, o TEG tem hoje 43 veículos, incluindo 17 ônibus, quatro micro-ônibus, uma perua e 21 vans, sendo cinco delas adaptadas especialmente para o transporte de pessoas com deficiência.

Em 2017, a Prefeitura contava com 30 veículos: quatro micro-ônibus, sete peruas Kombi pertencentes aos município, cinco alugadas e 14 ônibus. Em comparação ao ano passado, o aumento da frota foi de 43,3%.

Parte dos demais veículos também possui acessibilidade e ar-condicionado. Todos contam com monitores da rede de ensino para zelar pela segurança das crianças.

São quase 40 itinerários estabelecidos de acordo as necessidades das crianças. Na maioria das vezes, o veículo trafega pelos corredores de ônibus e pega os alunos nos pontos de parada já existentes. Em trajetos especiais, o transporte para em pontos pré-estabelecidos para pegar e devolver os estudantes.

Já, alunos com deficiência são buscados e devolvidos em casa. Em todos os casos, o responsável pela criança deve estar presente na entrega e no retorno da escola, sempre respeitando o local e os horários previamente estabelecidos.

Para conseguir o benefício, os pais devem procurar a escola do filho pessoalmente e solicitar o TEG. É necessário preencher e devolver uma ficha de solicitação do transporte escolar gratuito e aguardar a inclusão do aluno ao programa.

Com informações do Guia Carapicuíba