Cidades do ABC paulista contrariam governo de SP e adiam aulas presenciais na rede pública para 1/Mar

Retomada fica condicionada à disponibilidade da vacinação contra a Covid-19 e prefeitos trabalham com as datas de 18 de fevereiro para retomada na rede particular e 1º de março na rede pública. Gestão João Doria (PSDB) definiu retorno para o dia 1º de fevereiro em todo estado.

O consórcio que reúne as sete prefeituras do ABC paulista definiu nesta terça-feira (12) que nenhuma escola da região vai retomar as aulas presenciais no dia 1º de fevereiro, como planeja o governo do estado.

A retomada das aulas presenciais nas escolas particulares, municipais e estaduais de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra vai ficar condicionada à disponibilidade da vacinação contra a Covid-19, que deve começar no dia 25 de janeiro.

Caso a vacinação realmente ocorra a partir desta data, a expectativa dos prefeitos do ABC Paulista é de que as aulas presenciais sejam retomadas na região no dia 18 de fevereiro, na rede particular, e no dia 1º de março na rede pública.

Caso a vacinação não aconteça a partir do dia 25, uma nova assembleia dos prefeitos será convocada e as novas datas serão definidas.

“A perspectiva é muito positiva para o início da vacinação, ainda que não no ritmo que todos gostaríamos, mas vamos trabalhar com essas duas datas. As escolas estão se preparando e as cidades estão se preparando dentro de todos os critérios e protocolos já estabelecidos. Nas sextas-feiras, só aula virtual e aquele rodízio durante a semana, para que as aulas voltem com segurança”, disse Paulo Serra, prefeito de Santo André.

Com informações do G1