Escolas particulares de São Paulo retomam aulas presenciais nesta segunda-feira, dia 1/fev

Fechadas desde março de 2020 para aulas regulares por causa da pandemia do novo coronavírus, as escolas do estado de São Paulo reabrem a partir desta segunda-feira (1º), começando pela rede privada. No dia 8, será a vez das estaduais e, no dia 15, das municipais.

A decisão da data de retorno presencial caberá a cada instituição. De acordo com o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo (Sieesp), 95% das escolas particulares já decidiram pela retomada nesta segunda.

O processo até agora foi marcado por cobranças dos pais, consultas a especialistas – incluindo a contratação de consultorias de hospitais renomados pelos colégios mais caros –, adaptações nas salas, liminares que suspenderam o retorno e decisões da Justiça que mantiveram a reabertura.

A data de volta às aulas presenciais foi definida na primeira quinzena de janeiro e as escolas poderão funcionar com 35% da capacidade, com ensino em esquema de rodízio e de forma forma híbrida com aulas virtuais. Também é obrigatório o uso de máscaras, aferição de temperatura, oferta de álcool gel e a manutenção de distanciamento social.

“Essas primeiras duas semanas serão para preparar os profissionais da educação municipal para o início do ano letivo. Para isso, já na segunda-feira, 1º, de maneira remota, cerca de 60 mil professores iniciam a organização pedagógica, juntamente com as equipes gestoras das unidades de ensino”, afirmou, em nota, a Secretaria Municipal de Educação.

Nas 5,1 mil unidades da rede estadual, as aulas serão retomadas apenas no dia 8, mas os colégios já abrem a partir desta segunda-feira (1º) para estudantes que se cadastraram para receber a merenda.

“Todos os 3,3 milhões de alunos poderão se alimentar nos dias de aulas presenciais. Para os 770 mil mais vulneráveis, a merenda será servida diariamente”, informou a gestão estadual.

Calendário de retorno das aulas presenciais em São Paulo:

  • Rede particular
    As instituições estão autorizadas a retomar as atividades em 1º de fevereiro, mas a decisão fica a critério de cada escola.
  • Rede pública estadual
    Retorno marcado para 8 de fevereiro.
  • Rede pública municipal
    Estão autorizados para retornar a parir de 1º de fevereiro, mas cabe a cada município decidir. Na capital paulista, retorno foi definido para 15 de fevereiro.

Com informações da CNN e G1