Protocolo de volta às aulas adotado pela prefeitura de São Paulo vira curso online gratuito

O protocolo utilizado pela prefeitura de São Paulo para viabilizar a retomada das atividades escolares de modo adequado e protegido, foi disponibilizado gratuitamente em formato de curso online para todo o país. Até o momento, mais de 30 mil pessoas, de quatro estados, já se inscreveram para participar.

Intitulado de “Protocolo de Segurança para a Volta às Aulas”, o projeto foi lançando pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), por meio da Faculdade Paulista de Ciências da Saúde.

A capacitação é aberta ao público em geral e sem exigência de qualquer pré-requisito, sendo estruturada em cinco diretrizes fundamentais: manter regras de distanciamento físico e de ventilação de ambientes; aplicar métodos de barreiras; evitar aglomerações; realizar limpezas e desinfecções; treinar, informar e comunicar a comunidade acadêmica. Além de orientações pontuais sobre higiene e desinfecção, organização dos ambientes e cuidados durante o transporte escolar.

“A SPDM, como instituição filantrópica, tem um extremado compromisso com a sociedade. As nossas ações estão sempre lastreadas na qualidade assistencial, na formação das pessoas e na resposta à sociedade nas suas indagações”, esclarece Nacime Mansur, superintendente da SPDM, que destaca a elaboração do protocolo como um reflexo da preocupação da instituição em contribuir para um retorno seguro da volta às aulas.

Para ampliar ainda mais o conhecimento dos alunos, também serão disponibilizadas informações científicas sobre a pandemia e sobre o vírus Sars-Cov-19, com a participação do infectologista Eduardo Medeiros, coordenador da equipe multidisciplinar responsável pelo protocolo, professor da Escola Paulista de Medicina (EPM) e presidente da Sociedade Paulista de Infectologia.

“A partir do momento em que ocorreu a suspensão das aulas como uma medida preventiva para evitar a disseminação do novo coronavírus, o protocolo já começou a ser desenvolvido para nortear a retomada das atividades escolares. O nosso material é baseado em experiências prévias e no conhecimento acumulado pela comunidade médica, adquirido no combate à doença”, explica Medeiros.

Além de Eduardo Medeiros e Nacime Mansur, o curso terá a participação de Yumi Kaneko, fisiatra e diretora técnica do Projeto Rede/SPDM, Jonas Schwartzman, engenheiro ambiental, e Maria Olivia Lenharo Nishidate, administradora hospitalar – todos integrantes da equipe multidisciplinar responsável pela elaboração do protocolo. O navegador Amyr Klink também realiza uma reflexão sobre as lições de um isolamento.

Como recurso adicional, os alunos que completarem todas as etapas do curso, terão acesso a um material gráfico disponível para cópia e reprodução. É importante destacar que, para obter a Certificação Acadêmica, será necessária a realização completa do curso.

Para participar, os interessados devem acessar a página www.fpcs.edu.br e preencher o formulário de inscrição

Com informações do jornal SP Norte