Mesmo com bônus e aumentos salariais, motorista de ônibus escolar está em falta nos EUA

Os alunos estão voltando às aulas presenciais nos Estados Unidos depois de passarem a maior parte de 2020 atrás de um computador, mas muitos deles terão que se locomover sem os famosos ônibus escolares amarelos devido à falta de motoristas.

As autoridades da região de Minneapolis, Minnesota, alertaram que “um serviço irregular de ônibus escolar será programado para este outono devido à falta de motoristas em todo o país” e incentivaram os pais a garantirem eles próprios o transporte de seus filhos.

Uma escola particular em Wilmington, cidade natal do presidente Joe Biden, Delaware, ofereceu US $ 700 por ano aos pais que usarem táxi.

O dia de início do novo ano escolar não é igual para todos – alguns alunos voltaram às aulas no final de julho, como em Chandler, distrito escolar do Arizona. Outro voltarão em setembro.

O problema de falta de motoristas já vem de vários anos, mas a covid-19 exacerbou o déficit.

“Muitos motoristas que fazem este trabalho estão aposentados” e estão em uma idade em que são particularmente vulneráveis à covid-19, pela qual estão preocupados, explicou à AFP Greg Jackson, gerente de transporte do distrito escolar de Jeffco, Colorado.

Há também aqueles que “decidiram não voltar porque são contra (a obrigação) de usar máscara”, acrescentou.

Diante dessas dificuldades, as autoridades de todo o país buscam fórmulas que permitam que crianças e jovens se reconectem com seus amigos e professores após 18 meses de aulas majoritariamente virtuais.

Em alguns casos, funcionários de escritório são utilizados para atuar como motoristas, em outros os percursos dos ônibus do transporte público são alargados, as paradas são agrupadas.

Para atrair candidatos a dirigir os ônibus amarelos, são oferecidos aumentos salariais ou bônus, às vezes chegando a US $ 4.000.

A força de trabalho reduziu em um quarto desde o início da pandemia. De acordo com dados do Escritório de Estatísticas (BLS), em junho os motoristas de ônibus escolares totalizavam 158.000.

As empresas de recrutamento de mão de obra acumulam atualmente 5.000 vagas para motoristas de ônibus escolares, quase o dobro do número antes da pandemia, disse à AFP Julia Pollak, economista do site ZipRecruiter.com.

“O salário médio de um motorista de ônibus escolar é de cerca de US $ 16 a hora”, um salário baixo nos Estados Unidos. “É justamente nessa faixa salarial que os empregadores relatam a maior dificuldade em preencher os cargos vagos”, afirma.

Com informações da AFP