Pais encontram dificuldade para encontrar transporte escolar em MG, após retorno obrigatório das aulas

Com a volta obrigatória dos estudantes às aulas presenciais na rede pública estadual e municipal, em Belo Horizonte, o setor de transporte escolar está mobilizado para auxiliar pais e responsáveis pelas crianças e adolescentes a encontrar vagas com os motoristas de ônibus, micro-ônibus e vans que oferecem o serviço na capital.

De acordo com Sindicato dos Transportadores de Escolares da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Sintesc), profissionais do setor precisaram buscar outros serviços e empregos durante a pandemia por causa do fechamento das escolas. Mesmo com o retorno confirmado da rede pública em BH, muitos motoristas só devem voltar aos escolares em 2022, o que dificulta a vida dos interessados na contratação, como explica o presidente do Sintesc, Carlos Eduardo Campos.

“Embora é um grande avanço esse restabelecimento da rede pública, muitos alunos que utilizam escolas públicas moram próximos de casa, então vai auxiliar sem dúvida alguma, vai ajudar o setor, mas a gente sabe que a retomada ela só vai ocorrer na hora que as escolas particulares de fato reestabeleceu a obrigatoriedade de ensino presencial. Enquanto isso não acontecer a gente vai começar a experimentar um processo de evolução muito lento e muito gradual”, diz Eduardo.

Eduardo diz que o sindicato tem um canal nas redes sociais e no site da entidade para que os pais solicitem o transporte, caso não ache um transportador. “Nós distribuímos na base entre os transportadores de Minas Gerais e de Belo Horizonte esse pedido para que a gente facilita esse encontro de cliente e prestador de serviço. Acho isso muito importante nesse momento, o momento de reencontro, de recomeço, trazer essa possibilidade.”

Serviço

Site do sindicato para procurar um transportador: www.sintesc.com.br
WhatsApp do sindicato: (31) 98648-9486

Com informações do portal Itatiaia